Projeto Conservador da Mantiqueira em Senador Amaral

O município de Extrema executa em parceria com o setor público, privado e sociedade civil, o Projeto Conservador das Águas, pioneiro no Brasil em utilizar o instrumento econômico de pagamento por serviços ambientais para promover a conservação e a restauração florestal na adequação de propriedades rurais. O projeto que já foi premiado internacionalmente e conta com o apoio da ONU, está em fase de adequação no município de Senador Amaral.

Nessa perspectiva, a gestão atual da Prefeitura de Senador Amaral, compreendendo o desenvolvimento sustentável como prioridade, recebeu hoje, dia 20 de junho, na sua sede o secretário de meio ambiente de Extrema, Paulinho, e Frederico do Instituto Estadual de Florestas, para a adesão ao Plano Conservador da Mantiqueira.

Por meio desta parceria, busca-se promover a recuperação de áreas degradadas do município e melhorar a capacidade de produção dos serviços ambientais, como a água, a conservação de solo, a biodiversidade, o sequestro de carbono e a manutenção da paisagem.

O Prefeito municipal, Ademilson, afirmou “há muito o que ser feito no nosso município para restaurar algumas áreas degradas pela agricultura e este é  primeiro passo. Temos que cuidar das nossas águas pois estamos no topo e aqui encontram-se as nascentes que abastecem as regiões vizinhas. É preciso manter o equilíbrio ambiental para o bem estar de toda população.”

Os próximos passos serão formular a minuta de lei para aprovação do projeto do município, a escolha de um nome para o mesmo e as áreas pilotos que servirão de modelo posteriores. 

A Prefeitura de Senador Amaral, em conjunto com a Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, a EMATER, a Secretaria de Turismo e Cultura e a Câmara de Vereadores acredita que quem mantém a floresta viva, não precisa de volume morto.

Senador Amaral – Novo tempo, novas ideias!